Central de Notícias

Unioeste realiza novo projeto pelo edital Amazônia+10

A Universidade Estadual do oeste do Paraná (Unioeste) obteve um novo projeto aprovado pelo edital Amazônia+10. O projeto “Caracterização socioambiental, diagnóstico da gestão territorial e análise do potencial de sustentabilidade na região do Vale do Guaporé, estado de Rondônia: desafios para o desenvolvimento do turismo sustentável, gestão da água e educação ambiental”, tem como foco maior os alunos da pós-graduação, no entanto, alunos da graduação também estão incluídos. São duas bolsas para pesquisadores em nível de Pós-Doutorado Júnior (PDJ) e Sênior (PDS).

         Tendo como foco a linha de pesquisa “Povos da Amazônia como protagonistas do conhecimento e da valorização da biodiversidade e adaptação às mudanças climáticas”, o objetivo é preparar pessoas para o turismo sustentável, geral emprego e renda, além de melhorar a qualidade de vida. Para isso, os bolsistas selecionados realizaram as seguintes atividades: Produção de material audiovisual (documentários) a ser divulgado às populações locais e a outros atores através de redes sociais e canais de comunicação; e elaboração de material bibliográfico para divulgação dos principais resultados do projeto, Realização de oficinas multitemáticas: turismo, indicadores socioambientais, saneamento ambiental, educação ambiental para a comunidade; Relatório do diagnóstico multitemático; Elaboração de cartilha didática com temática de turismo e redação de artigos científicos, Elaboração de material audiovisual; realizar diagnósticos da gestão territorial e análise do potencial de sustentabilidade na região do Vale do Guaporé, estado de Rondônia e do Vale do Jari no Amapá, para o desenvolvimento do turismo sustentável, gestão da água e educação ambiental

         Para participar do Amazônia+10, a Unioeste precisou apresentar um excelente desempenho dos pesquisadores envolvidos, ter uma Rede de Pesquisa consolidada, proposta pela Rede Internacional de Pesquisa Resiliência Climática (RIPERC), que hoje conta com participantes em 15 países e é coordenado pela professora Drª Irene Carniatto, docente da Unioeste. Além disso, a universidade precisou apresentar um projeto que fosse inovador para competir com aproximadamente 500 outros projetos no Brasil todo.

         A coordenadora destaca a importância da participação da Unioeste no Amazônia+10, e da realização do projeto. “Ele abre a perspectiva de integração territorial do Paraná com a Amazônia, formando pesquisadores para atuarem nos diversos biomas brasileiros, e permite que nossos programas de pós-graduação atendam aos objetivos de mobilidade estudantil na parceria com as demais universidades brasileiras. Além disso, ainda atende a meta de Internacionalização que a Unioeste necessita alcançar, pois que a Rede atende participantes de 15 países e em especial tem grande parceria com países da América latina”, explicou.       

         A Amazônia+10 tem como objetivo apoiar o desenvolvimento tecnológico e a pesquisa cientifica em instituições de ensino e pesquisa, sobre os problemas atuais da Amazônia, que tenham como foco o estreitamento das interações natureza-sociedade para um desenvolvimento sustentável da região.

Publish the Menu module to "offcanvas" position. Here you can publish other modules as well.
Learn More.

Nós usamos cookies
Nós usamos cookies no nosso site. Alguns deles são essenciais para o funcionamento do site, enquanto que outros ajudam a melhorar o site e a experiência do usuário. Você pode decidir se quer permiti-los ou não. Tenha em mente que, em caso de rejeição, você não será capaz de usar todas as funcionalidades do site.