Central de Notícias

Huop recebe mais de 200 naninhas produzidas por detentos da PIC  

Previous Next

As naninhas, como são chamadas as bonecas de pano, proporcionam conforto e acolhimento aos pacientes internados no Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Huop). Além das naninhas, as almofadas e amigurumis (bichinhos de pelúcia de crochê), também são produzidas por detentos da Penitenciária Industrial de Cascavel (PIC). Nessa semana, foram entregues 223 peças no Huop. “Além da função de custódia e segurança, o Depen tem o objetivo de servir a população com boas ações. Ultrapassamos as fronteiras para contribuir com as pessoas internadas no hospital, que estão passando por um momento de dificuldade nesse momento”, ressalta o Coordenador Regional do Depen, Thiago Correia.

Quem realiza a entrega das naninhas aos pacientes é o setor de Psicologia do Huop. Elas são entregues em diversos setores do hospital e acolhem os pacientes, principalmente nesse momento da pandemia. “Isso traz um conforto imprescindível aos pacientes que estão internados. É um trabalho muito bacana, que traz um resultado muito positivo aqui dentro da instituição”, avalia a psicóloga Sheila Taba.

As naninhas são produzidas e entregues aos hospitais desde 2019, em parceria com o Conselho da Comunidade, que oportuniza os insumos necessários para a produção. “Ficamos muito satisfeitos com o resultado, com a ajuda que é oportunizada à recuperação dos pacientes, na assistência das famílias e crianças, e também satisfeitos pelo trabalho social realizado na penitenciária”, diz o representante do Conselho da Comunidade, Rosalvo Chemin.

O diretor administrativo do Huop, Rodrigo Barcella, acompanhou a entrega e enalteceu o trabalho realizado pelos detentos. “É um trabalho social que traz um retorno aos pacientes internados, e isso faz uma diferença enorme para quem recebe as naninhas, e também para quem produz essas peças”, finaliza.

HOMENAGEM

Durante a entrega das naninhas foi entregue um quadro com a pintura da psicóloga Sheila Taba com a mãe, uma homenagem realizada por um detento da PIC, pela perda recente. Emocionada, a psicóloga agradeceu o presente. “Eu fico emocionada e sem palavras para agradecer esse carinho”, comenta.

Publish modules to the "offcanvas" position.

Nós usamos cookies
Nós usamos cookies no nosso site. Alguns deles são essenciais para o funcionamento do site, enquanto que outros ajudam a melhorar o site e a experiência do usuário. Você pode decidir se quer permiti-los ou não. Tenha em mente que, em caso de rejeição, você não será capaz de usar todas as funcionalidades do site.