Campanha Abril Verde visa o cuidado com a saúde e segurança do trabalhador no Huop

Previous Next

A cor do mês de abril é o verde, alusão a Campanha Abril Verde, que visa o cuidado com a saúde do trabalhador. Dia 28 de abril é reconhecido como Dia Mundial da Saúde e Segurança no Trabalho, lei 11.121/05. Nesse mês, o Huop também adotou a campanha com o objetivo de divulgar informações relacionadas à saúde do trabalhador e assim, ajudar a minimizar os acidentes e agravos à saúde dentro da instituição. “O objetivo é também promover a conscientização da população a respeito da qualidade de vida e dos diferentes fatores que afetam a saúde dos servidores”, avalia a psicóloga e coordenadora do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT), Mônica Stelmach.

Os dados de acidentes e doenças de trabalho são extremamente preocupantes, principalmente em razão de que muitos trabalhadores adoecem no cuidado em saúde, por vezes, por contar com rotinas exaustivas, por realizar atividades repetitivas, ou estarem expostos a agentes nocivos. “Na prática, todo o cuidado é pouco, não somente para evitar aquelas tragédias que aumentam os números, mas para que doenças que surgem lentamente, como asma ocupacional, pneumoconioses ou, ainda, distúrbios relacionados à saúde mental, se desenvolvam”, explica Mônica.

SAÚDE DO SERVIDOR

E é com base nisso que o Huop conta com uma equipe multidisciplinar no atendimento em saúde e segurança do trabalho, formando o que conhecemos como Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT). Entre as especialidades disponíveis no setor estão: Médico do Trabalho; Clínico Geral; Nutrólogo; Endocrinologista; Psiquiatra; Fisioterapeuta; Psicólogo; Técnico de Segurança do Trabalho e Engenheiro do Trabalho.

Além do atendimento, também é realizado o agendamento e acompanhamento de exames: admissionais, periódicos, mudanças de função, retorno ao trabalho e demissionais. O setor ainda realiza campanhas de vacinação; coleta de exames laboratoriais; integração de novos colaboradores; gerencia processos de afastamento de servidores; esclarecimento de dúvidas e orientações. “É importante ainda divulgar sobre acidente de trabalho, doenças ocupacionais e estimular a prevenção com objetivo de proteger os servidores no local de atuação”, ressalta Mônica.

PREVENÇÃO DE ACIDENTES

Além de manter o cuidado com a saúde, o SESMT também tem como função a prevenção de acidentes de trabalho. Para isso, o setor avalia riscos ocupacionais, visitas aos locais de trabalho e acompanhamento de atividades, identificando inadequações e fatores de risco a saúde dos trabalhadores; desenvolve programas e projetos de saúde e segurança do trabalho como o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e Laudo Técnico de Condições Ambientais de Trabalho (LTCAT); registra e analisa acidentes de trabalho (CAT), levantando informações juntamente com a CIPA sobre os acidentes; avalia os sistemas de prevenção e combate a incêndio em parceira com demais setores envolvidos; seleciona, solicita a compra, orienta e entrega Equipamentos de Proteção Individual (EPI), de acordo com a atividade de cada servidor; realiza treinamentos e capacitação quando necessário aos servidores relacionados à saúde e segurança do trabalho; participa da formação da CIPA, bem como auxilia na organização da Semana Interna de Prevenção de Acidente de Trabalho (Sipat); trabalha em conjunto com a CIPA, elaborando mapas de risco, bem como buscando melhorias em saúde e segurança do trabalho; emite pareceres técnicos para concessão de adicionais de insalubridade e periculosidade, avaliando a exposição de agentes agressivos de riscos físicos, químicos e biológicos; emite o Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) em casos de rescisão contratual ou aposentadoria; elabora normas, procedimentos e regulamentos internos respectivos a saúde e segurança do trabalho; participa e acompanha de perícias trabalhistas quando necessário, auxiliando o setor jurídico; busca apoio das chefias imediatas e responsáveis pelos setores, na busca de soluções de problemas que afetam a saúde e a segurança dos servidores.

PREENCHIMENTO DE CAT

Em casos de acidente no local de trabalho ou percurso, os servidores são orientados com relação Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT). “É necessário para que o servidor seja atendido adequadamente no hospital, assim como seja feito o comunicado ao INSS”, explica Mônica. O documento fica disponível na pasta Público/Huop/Recursos Humanos/Público/CAT’s. O acidente deve ser comunicado imediatamente a chefia e a CAT deve ser preenchida em até 24 horas. Após o atendimento, o servidor deve levar o documento preenchido e assinado pelo médico, assim como pela chefia, ao SESMT.

PSICOLOGIA

Quando falamos em saúde, prevenção é fundamental, e isso vale também para a saúde mental. Pensando nisso, o Huop dispõe de atendimento psicológico e psiquiátrico para atendimento dos servidores. A consulta pode ser online ou presencial, conforme a necessidade. O agendamento pode ser realizado pelo telefone 3321-5207 ou por e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., ainda, o horário do atendimento pode ser adequado, conforme a rotina do servidor. “Sempre oferecemos esse atendimento, principalmente para profissionais de saúde, pois trabalhar nessa área é complexo. É necessário lidar com possibilidade de morte, vírus, carga horária extensa, e precisamos lembrar que muitas dessas pessoas tem suas individualidades, e por isso, é necessário o diálogo e acolhimento”, ressalta.

ABRIL VERDE

O Huop adotou a campanha Abril Verde, e por meio de ações, tem como objetivo conscientizar sobre a importância do cuidado com a saúde no ambiente de trabalho, não apenas no mês de abril. “A Saúde e Segurança no trabalho sempre será considerada parte integrante de qualquer valor do Huop e essa iniciativa tem como intenção principal, trazer saúde e prevenção para dentro do local onde passamos grande parte do nosso dia, da nossa vida. Apoiar essa iniciativa é acreditar que se pode fazer mais por um trabalho saudável e sem acidentes. Nenhuma atividade laboral se justifica se ela não atender as necessidades sociais básicas do ser humano: segurança, saúde e proteção”, finaliza Mônica.