Fórum de Construção da Política de Assistência Estudantil da Unioeste – FORCONPAE é aprovado pelo Conselho de Assistência Estudantil – CAE

Previous Next

Primeira fase do Fórum de Construção da Política de Assistência Estudantil da Unioeste – FORCONPAE terá início em maio, com palestras que abordarão as temáticas relacionadas à Assistência Estudantil, pesquisas e experiências de políticas e ações voltadas à permanência, bem-estar e desenvolvimento dos acadêmicos nas instituições de ensino superior.

Dia 03 de maio às 19h20 o Prof. Dr. Paulo Roberto Azevedo, Profª. Drª. Lilian Porto Farias e Profª Drª.  Alessandra dos Santos ministrarão a palestra “Evasão Estudantil nos Cursos de Graduação da Unioeste: Análises Preliminares”; dia 06 de maio às 19h20 o tema será “Implantação e Gestão da Política de Assistência Estudantil” e será ministrada pela Profª. Drª. Jolinda Alves e Profª. Betty Elmer Finatti, mediada pelo Prof. Dr. Adrian Alvarez Estrada. As palestras ocorrerão através da plataforma Microsoft Teams atravé do link https://bitlybr.com/JLtoKn0C .

A participação da comunidade acadêmica será fundamental para a definição de uma Política de Assistência Estudantil que atenda as especificidades e expectativas da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste.

Sobre o fórum

Acontecerá em três fases, sendo a primeira: palestras com temas pertinentes a assistência estudantil, tendo em vista a permanência, o desenvolvimento e o bem-estar; a segunda: fóruns setoriais que acontecerão nos campi para construção de uma proposta de diretrizes para a política de assistência estudantil a ser submetida na terceira fase, que é a plenária final do fórum, onde serão apresentadas as propostas dos fóruns setoriais para a discussão e aprovação das propostas finais a serem encaminhadas ao Conselho de Assistência Estudantil, que encaminhará ao Conselho Universitário.

Assistência Estudantil

          A Assistência Estudantil é hoje uma das pautas prioritárias na gestão das Universidades Públicas, em especial nas universidades jovens como a nossa que ainda está se estruturando e que precisa de investimentos públicos para fazer frente às demandas de criar condições para permanência e desenvolvimento dos acadêmicos de graduação e pós-graduação.

            Estas demandas vão desde o provimento de condições socioeconômicas de manutenção e permanência ao acolhimento pedagógico e de saúde integrada, à oferta de lazer, cultura e esportes que complementam a sua formação plena, que também são elementos de desenvolvimento.

            Cabe à universidade estabelecer as melhores condições de bem-estar e segurança para que cumpra seu papel com uma formação de qualidade que de fato contribua com a sociedade. Sendo esse ponto que conduziu o projeto para apresentar uma proposta de Política de Assistência Estudantil para a Unioeste.

            Diante dos desafios impostos pela pandemia, o planejamento inicial de ter a proposta aprovada no primeiro ano da gestão teve que ser adaptado para repensar formas de construir coletivamente uma proposta com a participação mais ampliada da comunidade acadêmica a partir de discussões fundamentadas e adequadas a realidade da universidade.

      Para que isso pudesse acontecer sem o comprometimento da segurança da comunidade acadêmica o fórum para construção da proposta de Política de Assistência Estudantil – FORCOMPAE, foi pensado na perspectiva de:

  • Criar condições estruturais e epistemológicas de construção da proposta de Política de Assistência com a participação ampla da comunidade acadêmica;
  • Agregar a comunidade acadêmica na construção da proposta, objetivando o conhecimento e comprometimento de todos em torno da proposta aprovada.
  • Utilizar os meios digitais disponíveis como meio para socializar e oportunizar a participação do maior número de pessoas nas discussões e reflexões da construção da proposta de uma Política da Assistência Estudantil na Unioeste.